Uncategorized Edgar Martins

5 dicas para fazer Reiki em um animal

                                                                5c1d6e420c081cb19f88ff273005374a

Olá amigos!

Hoje trago 5 dicas muito úteis para o Reiki nos animais.

É comum algumas pessoas me falarem que quando vão fazer o Reiki em um animal ele sai de perto e parece não querer. Essas dicas irão ajudar. =)

1 – Deixar ele se aproximar, se ele quiser.

É comum a gente se aproximar e querer fazer carinho nos animais, porém, muitas vezes essa atitude é tida por eles como uma invasão do seu espaço e pode dificultar na criação de confiança.

O melhor a se fazer quando estamos diante de um animal que não seja o que convivemos é esperar ele se aproximar e demonstrar interesse na interação.

Se abaixe ou sente-se no chão e fique no mesmo nível que ele. Você é um animal muito maior que ele. Ficando no mesmo nível ele se sente mais seguro e sua atitude é mais receptível.

Espere ele chegar e te cheirar.

Você também pode se colocar ao lado do animal, não ficar olhando para os olhos dele, ficando agachado e esperar ele demonstrar interesse, te cheirando. Pode ser que ele te lamba.

Nesse momento, se ele permitir você pode encostar e fazer contato (carinho leve) com seu braço ou mão na lateral dele, na região da escápula.

É comum ele relaxar, confiar e então virar para receber mais carinho.

Mas e se ele não fizer nada disso e parecer que não quer carinho?

Então não faça carinho! =)

Imagina a gente andando na rua e um estranho nos força a interagir com ele quando não queremos! É mais ou menos isso. =)

2 – Evite olhar nos olhos dos cachorros medrosos ou agressivos 

Cachorros medrosos ou agressivos se sentem muito intimidados quando há contato visual e eles podem fugir ou te morder.

Normalmente a agressividade vem do medo, onde é melhor eles atacarem do que acontecer algo. Eles também podem estar protegendo outro animal que gostam, podendo também ser o tutor, que é um animal humano.

Não dispute dominância com ele e não fique encarando.

Olhe de canto de olho ou olhe para ele sem ser olho no olho.

De espaço para ele poder confiar em você.

3 – Olhe nos olhos dos gatos!

Gatos são seres que se comunicam muito pelo olhar.

Quem convive com gato percebe, eles ficam nos encarando durante muito tempo!

Quando for fazer Reiki em um gato, olhe nos olhos dele e pisque devagar duas, três vezes e espere.

Se ele piscar de volta ele já começou a criar um laço de confiança.

Próximo passo…gatos são muito curiosos! Assim que ele piscar de volta, pisque novamente, vire um pouco de lado e começo a mexer no seu braço, como se tivesse algo muito interessante acontecendo. É comum eles se aproximarem para ver o que é e interagirem com você.

4 – Peça permissão

Peça sempre permissão para o animal.

Permissão para estar ali, para se aproximar e muito muito importante, peça permissão para fazer Reiki e diga mentalmente ou verbalmente que se ele não quiser o Reiki não tem problema.

Explique o que você irá fazer e porque está ali.

Isso dá a escolha para ele e demonstra que ele não será obrigado a nada. 

Sentimos realmente uma grande diferença na receptividade dos animais quando fazemos isso.

Faça e me fale! =)

                                                            animal-cão-gato-cachorro-adotar-família-doar-adoção-brinquedo-raça-mãe-cadela-profissional-idade-alimento-crianças-cães-e-gatos-cães-gatos-10

5 – Quem escolhe a forma de receber o Reiki é o animal

Sabe aquelas posições de mãos com contato ou próximo de contato físico que aprendemos nos cursos de Reiki?

Elas são boas, mas não se apegue a elas.

Tem animal que fica parado do lado, tem animal que fica andando, que fica brincando, que chega perto e sai de perto várias vezes durante a sessão, que fica correndo, tem animal que prefere no começo se esconder, tem animal que prefere ficar longe, outros preferem ficar deitado no piso frio porque o Reiki esquenta, ou seja, podem ocorrer todas as possibilidades!

Uma coisa que realmente não devemos fazer é tentar segurar ou pedir para alguém segurar para fazermos Reiki da forma que achamos melhor.

Aquele ser é quem sabe como é o melhor naquele momento para ele receber, então é de extrema importância respeitarmos.

Você pode se aproximar um pouco (se ele se sentir confortável) ou simplesmente ficar sentado e continuar enviando o Reiki, pode ser para cada posição que você já faria ou estava fazendo, ou simplesmente enviar o Reiki. Simples assim. 

reikipaw

6 – Dica bonus!! Estado interno do Reikiano

Como está seu estado interno no momento do Reiki? Preocupado com a saúde dele ou com outro assunto? Incomodado? Irritado? Impaciente com as questões do dia-a-dia? Triste por uma condição física de doença daquele animal?

Todas esses estados, que são negativos, produzem uma energia que ele não quer receber. Ele quer Reiki, mas não quer essa energia desequilibrada.

Quando o animal se afastar no Reiki e ficar a dúvida se ele quer ou não, olhe para dentro de você.

Como está a sua energia?

Se auto-aplique, faça os 5 princípios e se precisar medite um pouco.

O seu estado interno está tranquilo agora?

Volte a aplicar Reiki e perceba a diferença! Agora ele quer! =)

Amigos, essas são dicas da minha experiência de anos com Reiki em animais. Experiência minha e de outros reikiano que praticam bastante em animais também.

Espero que ajudem! =

Muita Luz, Edgar Martins

032461107b53348575f552e4ec05b7cb

CONHEÇO O CURSO DE REIKI FITOTERÁPICO, PARA O SEU BEM ESTAR E O DO SEU ANIMALZINHO.
SÃO 12 MÓDULOS DE AULAS MAIS ESTUDO SOBRE APLICAÇÃO E OS CUIDADOS COM SEU ANIMAL NA APLICAÇÃO FITOTERÁPICA , IMPERDÍVEL, ACESSE :

http://escolaflordavida.com/inscricao-fitoterapico/

Fonte: Ricardo Garé (Veterinário Holístico e Mestre em Reiki)

LOGO-ESCOLA-FLOR-DA-VIDA

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!