Uncategorized Edgar Martins

Antahkarana – Antigo Símbolo

antahkarana-flor-da-vida

Alice Bailey e vários outros autores da filosofia Tibetana têm algum conhecimento do Atarantara que você pode achar em vários livros. Eles descrevem o Antakarana como uma parte da anatomia espiritual. É a conexão entre o cérebro físico e o EU SUPERIOR. É esta conexão que tem que ser curada e desenvolvida se formos crescer espiritualmente.  O símbolo do antahkarana descrito aqui representa esta conexão e a ativa sempre que você está em sua presença.

A ciência de Radionica indica isso. Desenhado várias vezes em papel cria um efeito psíquico no espaço que cerca o desenho que irá influenciar a aura humana e os chakras de vários modos que dependem do padrão criados. Isto valida a antiga prática do método de meditação que faz  uso de imagens visuais, meditação no seu yantra para purificar e evoluir a consciência.

O Antahkarana é um antigo símbolo de Cura e Meditação muito usado na China e no Tibete por milhares de anos. É um símbolo poderoso e simplesmente sua presença criará um efeito positivo nos chakras e na aura. Ao fazer um trabalho de Cura, ajuda a focalização e aprofunda o trabalho das energias de Cura. Ao meditar com o símbolo cria-se automaticamente o que os Tauístas chamam a grande órbita microcosmica em que as energias que normalmente entram pelo chacra coronário, entram pelos pés e viajam para cima pela parte de trás do corpo ao topo da cabeça e então descem pela parte da frente retornando aos pés novamente,  fundamentando ( aterrando ) a pessoa com o Planeta e criando um fluxo contínuo de energia pelo chakras. Também neutralizará energia negativa que é armazenada em objetos como jóias ou cristais simplesmente colocando o objeto entre dois Antahkarana. Além disso, potencializará todo o trabalho de cura inclusive Reiki, Terapia de Polaridade, Quiroprática, Hipnoterapia, regressão a Vidas Passadas, etc. Estes efeitos positivos foram convirmados por usuários do símbolo e observações de clarividentes treinados para sentir mudanças na aura e nos chakras.

antahkarana

Este é um símbolo multi-dimensional. De uma perspectiva, parece ser duas dimensões, sendo composto de três setes em uma superfície plana. Os três setes representam os sete chakras, as sete cores e os sete tons da escala musical. Estes tres setes são mencionados no livro das Revelações como as sete velas, os sete trompetes e os sete selos.

De outra perspectiva, este símbolo se parece como um cubo tri-dimensional. Sua energia sobe a duas e três dimensões que podem ser vistas, mas pode ir mais alto até a dimensão mais alta, a dimensão do Eu Superior.

Historicamente, o uso deste símbolo pode ter sido feito há tempos atrás por vários Mestres de Reiki  e essa é uma antiga Técnica de Meditação Tibetana. Os poucos Mestres de Meditação Tibetana que conheceram o símbolo tenderam a manter isto entre eles de forma que um forte aumento vibracional foi acrescentado ao seu trabalho. Por isto, seu uso não foi extensamente conhecido.

antakarana

A prática da meditação Tibetana que usa o Antahkarana aconteceu em um quarto iluminado com velas. No meio do quarto estava um recipiente de louça grande de forma oval simbolizando o ovo cósmico do universo. O recipiente estava cheio com várias polegadas de água e no meio havia um tamborete. No assento do tamborete, marchetado em prata estava o símbolo do Antahkarana. Uma parede estava coberta com cobre, polido, que servia de espelho. Foram penduradas tapeçarias na parede oposta que exibia símbolos do Reiki. Um Lama Tibetano orientador se sentaria continuamente no tamborete a olhar à imagem do símbolo de Reiki refletida no espelho de cobre polido. Esta meditação no yantra criaria uma ponte na mente do meditator, enquanto unindo a consciência com as energias transcendentais do símbolo de Reiki enquanto o símbolo de Antahkarana no tamborete focalizaria as energias geradas e as faria fluir uniformemente por todos os chakras e conectar-se com a terra.

Está claro que o símbolo não teve sua origem no Tibete, assim como não há registro de sua origem. Porém, por percepção da clarividente, Michelle Griffith, uma curandeira clarividente talentosa que pôde se sintonizar com o símbolo e ler sua história psíquica. De acordo com Michelle, o símbolo foi dado inicialmente ao povo da terra durante o período Lemuriano há mais de 100.000 anos atrás. O Antahkarana foi criado por uma deliberação dos Mestres Ascensionados que estão assistindo a evolução da Galáxia. Eles viram que as pessoas da terra estavam em dificuldades e precisavam de ajuda restabelecendo a sua conexão com o EU SUPERIOR.. Eles criaram o símbolo e usando um decreto, saturaram ele com sua própria consciência. Agora, qualquer um que usar esse símbolo terá a sua conexão entre o cérebro físico e o EU SUPERIOR fortalecida. É o EU SUPERIOR que cria e guia os benefícios do símbolo. Por isso é que nunca pode ser usado para causar dano.

Este símbolo sagrado foi mantido um segredo por milhares de anos, enquanto só sendo conhecido e usado por alguns. Agora está na hora de todos terem acesso a este antigo e sagrado símbolo de cura. 

(Fonte: Manual de Shamballa Reiki Multidimensional)

Logo Escola Flor da Vida II cópia

 

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!