Uncategorized Edgar Martins

Os 7 erros que nos afastam da energia de prosperidade:

PROSPERIDADE

Vamos falar sobre alguns erros básicos que as pessoas cometem na vida e com isto perdem a oportunidade de se tornarem prósperas.

A prosperidade é um resultado e, ao mesmo tempo, uma vivência diária, ou seja, é o caminho e o destino. Não há como alcançá-la sem trazer a energia certa para o seu dia a dia.

Uma vida próspera não envolve somente o dinheiro ou o sucesso. A qualidade de vida é essencial no conjunto da prosperidade.

Os elementos que, juntos, formam a prosperidade, estão contidos nas áreas financeira, amorosa, profissional, familiar e social.

A prosperidade não é contável, porque não se refere a quantidade e sim a qualidade.

Entre os comportamentos que vão contra a vida próspera, vejamos os erros mais comuns:

1. APEGO AO DINHEIRO E AOS BENS MATERIAIS

Algumas pessoas têm muito dinheiro, mas não são prósperas, porque não fazem fluir a energia saudável de quem vivencia a prosperidade. Provavelmente elas terão algum problema nos outros setores de sua vida, que são construídos por seus relacionamentos.
Não compartilham com a família, amigos e a sociedade sua prosperidade financeira, agindo de maneira mesquinha. São apegados aos seus bens e têm medo de perdê-los, assumindo uma posição de distanciamento e proteção. Isto gera um ciclo de ambição e pobreza interior.
E para quem tem pouco dinheiro, vale a mesma regra. Mesquinhez não traz prosperidade.


2. NÃO VALORIZAR O TRABALHO DOS OUTROS

Sabe aquela pessoa que acha tudo é caro e quer levar vantagem?

Ela não gosta de pagar nada a ninguém. Sempre desdenhando do trabalho alheio, considerando que não vale quanto paga.

Isto é muito comum acontecer a qualquer um. Quem trabalha com prestação de serviços, conhece muito bem a situação. Na minha profissão, por exemplo, algumas pessoas enviam mensagens de adulação, pedindo ajuda, achando que devo fazer meu trabalho gratuitamente a elas.

Por detrás desta falsa imagem que a pessoa mostra , tem escondido alguém egoísta, incapaz de olhar para o valor do outro, visando sempre o seu próprio benefício exclusivamente.

Tem uma historinha, também, sobre um veterinário, amigo meu, que sempre recebia telefonemas de clientes pedindo ajuda para seus pets.

Certa vez, uma senhora, em seu consultório, pediu que ele desse uma “olhadinha” em sua cadela e ele prontamente disse que faria a consulta sem nenhum problema. Bastando, para tanto, que ela passasse na recepção e pagasse pelo atendimento.


3. FAZER O PAPEL DE VÍTIMA

Outra ocorrência bastante comum é a pessoa considerar que os outros têm alguma obrigação de fazer algo por ela. Achar que o governo e as instituições são responsáveis por prover sua prosperidade.

Fazer o papel de vítima considerando que seu problema é insolúvel ou maior e que os outros são culpados pelo que está passando.

Cada um escolhe o que viver e como. Ficar chorando, fazendo papel de pobrezinho é muito chato para quem tem que escutar e pior ainda para quem se coloca nesta posição medíocre.

Prosperidade requer consciência e sinceridade, sem falsa modéstia.


4. NÃO PERCEBER A DIFERENÇA ENTRE ADMIRAÇÃO E INVEJA.

Achar que a grama do vizinho é sempre mais bonita, impede que a pessoa abençoe a prosperidade alheia e a sua própria. Admirar alguém e tomá-lo como exemplo é bem diferente de querer tomar o lugar dessa pessoa!

Algumas pessoas olham para a vida alheia sem se darem conta de que cada um colhe o que planta e que para uma grama bem verde é necessário estar mais atento ao seu próprio jardim, trabalhando na retirada das ervas daninhas.

Admiração é olhar para o próximo e abençoar o que ele conquistou. Vibrar amor para aquele que já alcançou uma posição melhor.


5. AUTOESTIMA BAIXA

Quando uma pessoa não gosta de si mesma, não se respeita e não se valoriza, ela tem uma baixa autoestima que contamina sua vida. É impossível ter prosperidade nesta condição. Ter vergonha de cobrar pelo seu trabalho é um ato de autossabotagem.

Ela não acredita em seu potencial porque não aprendeu a se amar e nem tão pouco conhece sua luz interior. Esta pessoa ainda não se conectou com a energia do Todo. Fica pedindo migalhas como uma mendiga que vive de esmolas.

Todos têm algum talento e são merecedores da prosperidade, é preciso acreditar.


6. MEDO DE SAIR DA ZONA DE CONFORTO

Uma pessoa muito medrosa, o que é bem diferente de ser cuidadosa, não alcança a prosperidade, devido sua energia desconfiada. Cria um muro que a separa da energia amorosa e confiante.

O medo é a energia contrária ao amor. Ele é fruto do egoísmo e paralisa a pessoa.

A zona de conforto é um lugar de onde é difícil sair. Mesmo na pior situação, há quem precise de ajuda para sair de lá. Um terapeuta é uma boa escolha!


7. ORGULHO

Ao contrário da autoestima baixa, o orgulhoso se considera melhor que os outros e não há como, nesta vibração egoísta, ser próspero. A prosperidade exige humildade, capacidade de interagir e escutar .

O orgulho é uma couraça de indiferença e rigidez. Ninguém sabe tudo ou esta com a verdade em mãos.

O orgulho demonstra egoísmo e falta de sabedoria. É importante reconhecer as fragilidades e erros.

Prosperidade é fluida, como um rio que deságua no mar, você não pode retê-la em suas mãos. Ela não acontece na energia do egoísmo.

Para ser próspero é necessário compreender a conexão que há entre todos.

Não julgar e criticar, abençoando a si e aos outros, respeitando a todos.

A essência da prosperidade está presente na vida de todos nós. Porém para usufruí-la é imprescindível estar em comunhão com os nossos irmãos de jornada, como um canal de luz.

Para ser próspero é necessário contribuir de bom grado para a prosperidade do seu próximo e do planeta.

Namastê!

Fonte: Nadya Rodrigues da Silva Prado

LOGO ESCOLA FLOR DA VIDA

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!