Exercícios específicos para o Timo

EXERCÍCIO 1 [Estimulação
do Timo]

♦ Fazer pequenas
“batidinhas’ com a polpa dos dedos no esterno (localizado aproximadamente a 2
dedos abaixo da clavícula)

Faça estas “batidinhas”
ao redor desta região, explorando e sentindo estas vibrações. Sinta o
aquecimento produzido nesta região.

EXERCÍCIO 2 [Abraçar o
ombro]

♦ Em pé, tronco ereto,
com o braço direito “abrace” o ombro esquerdo [ver
fig.].

♦ Coloque a mão um pouco abaixo do ombro esquerdo e vá
“caminhando” com os dedos em direção à escápula esquerda o máximo que puder.
Faça o mesmo com o braço esquerdo.

Sinta a presença do
Timo.

EXERCÍCIO 3
[Contraindo e expandindo o Timo]

♦ De pé, braços soltos ao
longo do corpo, volte as palmas das mãos para fora e girando os braços, una o
dorso das mãos em frente ao abdômen e expire todo o ar dos
pulmões.

♦ A seguir, desfaça a posição e abrindo os braços leve-os
para trás, abrindo o peito e inspirando. Abra os braços até que as palmas das
mãos se encontrem atrás [nas costas], e se unam na altura do osso
sacro.

Faça algumas vezes este
movimento.

EXERCÍCIO 4 [Mãos na nuca
e cotovelos abertos]

♦ Erga os braços e
coloque as mãos entrelaçadas sobre a nuca, os cotovelos abertos. Abra o peito
inspirando e levando os cotovelos para trás, sem tirar as mãos da
nuca.

♦ Sinta a expansão produzida por este movimento simples,
permita-se saborear a sensação de espaço, liberdade,
desobstrução.

♦ Ao expirar, junte os
cotovelos à frente suavemente. Coloque sua atenção no timo. Faça algumas vezes.
Quando perceber que alguém próximo a você se encontra acabrunhado, comprimido
por problemas, aconselhe este movimento.

FINALIZAÇÃO [Garras de
urso e movimento da gangorra]


♦ Enganche suas mãos
[como garras de urso] em frente ao peito. Abra bem os braços deixando-os
paralelos ao peito

♦ Inicie um movimento com
os cotovelos, levando um em direção ao “Céu” (pra cima) e outro em direção à
“Terra” (pra baixo). Eleve primeiro o cotovelo direito (o esquerdo desce em
direção à Terra), depois suba o esquerdo (lembra uma gangorra) e o direito desce
em direção à Terra.

♦ Faça com os músculos
das costas relaxados, não aplique força. Não permita nenhuma tensão
muscular.

Estimule o timo o máximo que puder, faça amizade com esta
glândula. Ela produz alegria e dependemos dela para equilibrar o sistema
imunológico.



Trecho extraído de: http://www.ogrupo.org.br/glandula_timo.a

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!