IANSÃ : A ORIXÁ DO VENTO E DAS TEMPESTADES

A Orixá Iansã é representada com uma alfange (foice), a calda de um animal nas mãos e o chifre de um búfalo na cintura. Iansã foi batizada por Xangô, seu nome significa “a mãe do céu rosado” ou “a mãe do entardecer”. Ele dizia que Iansã era bela como o entardecer ou como um céu rosado. A Orixã Iansã é a senhora dos espíritos mortos, dos eguns.

CARACTERÍSTICAS DA ORIXÁ IANSÃ

A Orixá Iansã é uma deusa guerreira, senhora dos ventos, raios e tempestades. Ela comanda os espíritos mortos com um rabo de cavalo, conhecido como Eruexim – um dos seus símbolos. Iansã deve ser saudada em trovoadas, não pelos raios em si, mas porque ela era esposa de Xangô, o senhor da justiça, e ele não deixaria o raio cair em quem lembrasse do nome de sua esposa.

Iansã é bem diferente, pois ela participa das lutas nos campos de batalha e está longe do lar, não gosta de afazeres domésticos. A Orixá Iansã possui muita sensualidade, está sempre apaixonada, mas não costuma ter mais do que um parceiro ao mesmo tempo. É conhecida como a Orixá do arrebatamento da paixão. A orixá Iansã é dramática, se zanga facilmente e tem triunfos decisivos.

OS FILHOS DA ORIXÁ IANSÃ

Os filhos da Iansã são carismáticos, alegres, chamam a atenção por sua postura física e são muito atraentes. Eles gostam de ser mimados, paparicados e de ter a atenção de todos.  Podem ser temperamentais e explodem por motivos banais. São sinceros e não temem perder suas amizades pelo o que falam.  Costumam ser aventureiros, o que faz os apaixonados por eles sentirem-se inseguros. Adoram jogos de sedução e não gostam de pessoas carentes.

São pessoas com grande energia e força, se dedicam inteiramente ao trabalho. Costumam ter atitudes inesperadas, desde a ira até a vontade de comemorar a vida sem nenhum motivo específico. Os filhos da Orixá Iansã são ao mesmo tempo ciumentos, autoritários, dóceis e intempestivos.

O CULTO À IANSÃ

As comemorações para a Iansã são realizadas em 4 de dezembro. O dia da semana consagrado a ela é a quarta-feira; suas cores são rosa, vermelho e marrom; seus símbolos são o chifre de boi, espada e eruexin; sua saudação é: Epahei Oyá! (Pronuncia-se: eparrei oiá!).

Yansã é sincretizada com Santa Bárbara, santa da Igreja Católica, que também é protetora contra raios, tempestades e trovões. Santa Bárbara foi morta por seu pai, ao se converter ao catolicismo. Após sua morte, um raio atingiu a cabeça do executor. Além da similaridade da proteção contra os fenômenos naturais, ambas seguram uma espada em suas representações.

Muita Luz,

Edgar Martins

Fonte:
http://www.wemystic.com.br/artigos/iansa-umbanda-orixa/

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!