Todos os Artigos Edgar Martins

Mantra Budista: Nam Myōhō Renge Kyō

Se você chegou até aqui, provavelmente, deve estar passando por momentos difíceis, sofrimento, e deseja alcançar a felicidade plena e sua transformação.

Então você está no lugar certo, pois Nam Myōhō Renge Kyō é a prática budista mais elevada e qualquer pessoa, em qualquer lugar, pode recitar.

Não precisa ser budista!!!

Quer saber como praticar e  pronunciar? então não sai daí.

Antes de explicar a definição, quero deixar claro para você que o Nam Myōhō Renge Kyō  não se trata de doutrina, nem religião, seita, nada disso, ok?

Então vamos lá:

Nam Myōhō Renge Kyō , traduzido como Devoção à Lei da Flor de Lótus Escritura ou Devoção à Lei Mística de causa e efeito que existe em todos os sons e vibrações Do universo é um mantra que é cantado como a prática central de todas as formas do Budismo.

O mantra é referido como Daimoku ( a Grande Invocação) e foi revelado pela primeira vez pelo professor budista japonês Nichiren no dia 28 do quarto mês lunar de 1253 AD em Kiyosumi-dera (também, Seichōji) perto de Kominato em curso -dia Chiba, Japão.

A prática de cantar o daimoku é chamada shōdai. O propósito de cantar o daimoku é alcançar o despertar perfeito e completo e ter uma prova real dessa prática para si e para os outros da validade do Sutra de Lótus.

Nam Myoho Renge Kyo :

NAM

Nam: significa “devotar” ou, dedicar a própria vida ou relacionar-se com a verdade eterna da vida. Também significa concentrar infinita energia através desta fonte e tomar atitudes positivas amenizando o sofrimento das pessoas.

MYOHO

Myoho  significa Lei Mística.
Myo significa “místico”, mas extingue qualquer sombra de milagre. É denominado dessa forma devido  o mistério da vida ser de inacreditável profundidade, portanto, está além da compreensão do homem.

HO:

Significa “lei”. A intrínseca natureza da vida é tão mística e profunda, que transcende o âmbito de conhecimento humano.

Por exemplo: o ser humano nasce como um bebê, cresce e torna-se um jovem, depois um idoso e por fim morre. Isso é obviamente, uma inquebrável lei regulando cada espécie de vida.

Ninguém jamais pode nascer adulto ou escapar desse ciclo, por mais que deseje.

RENGE

Renge é a lei de causa e efeito. O budismo esclarece essa lei em todos os fenômenos do universo, e é simbolizada pela Flor de Lótus (Ren, flôr e Ge lótus), pois produz a semente (Causa) e a flor (Efeito) sincronicamente.

Uma grande quantidade de todas as causas passadas formam o efeito da condição presente. Ao mesmo tempo, o momento presente é a causa do futuro. Assim, a vida é a continuação dos momentos combinados pela corrente de causa e efeito.

KYO

Finalmente kyo que é a tradução do sânscrito Sutra, significando ensino, o ensinamento do Buda, que é eterno. Também é a função e influência da vida, assim como a transformação do destino, simbolizando a continuidade da vida através do passado presente e futuro.

Muita Luz,

Edgar Martins

Fonte: Samara Oliveira

Fonte: https://ficandozen.com.br/nammyohorengekyo/

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!