O Som, o Corpo Humano e os Chacras – Parte ll

Algumas tradições musicais indianas, e certos instrumentos, como a cítara, ativam os três centros ao mesmo tempo. Isto promove o alinhamento perfeito entre os centros principais e todos os demais chacras. A vibração do centro básico deve se elevar, ao passo que a vibração do centro superior deve descer e se corporificar. E é no coração que acontece esse encontro, que é o centro pessoal do ser, nascido da terra… E descendido do céu.
A seguir uma lista dos sons relacionados aos chacras:
1-Chacra Básico ou Raiz: O som “U” ativa as forças da iniciativa, vitalidade, segurança, sobrevivência, autoconfiança, estabilidade e força interior.
2-Chacra Sacro-central ou Sexual: O som “O” desperta os sentimentos de uma forma circular para integrar a energia masculina e feminina do ser.
3-Chacra do Plexo Solar: O som “Ó” estimula a formação exterior do ser, partindo de uma perfeição interior. Contribui com a manifestação da plenitude e alegria no mundo.
4-Chacra Cardíaco: O som “A” envolve a aceitação sem preconceitos de todas as manifestações de afeto das quais surge o amor.
5-Chacra Laríngeo: O som “E” une o coração e a mente canalizando suas forças para a expressão exterior.
6-Chacra Frontal: O som “I” gera um movimento dirigido para cima que dá a força da inspiração, levando para novas compreensões e percepções.
7-Chacra Coronário: O som “I” representa a unidade não dividida e a consciência pura e ilimitada. (Estes dois últimos chacras vibram iguais e são os mais espirituais).
Podemos entoar essas sílabas para tratar especificamente a cada dia um chacra diferente, a fim de mantermos todos equilibrados. Nem todas as pessoas são afinadas… E muitos podem achar-se desafinados para tal tarefa, mas isso não é importante para o corpo, pois ele “entende” o que estamos querendo dizer a ele com certeza.
De qualquer forma, podemos cantar e ouvir muita música o dia todo, que, sendo edificante e nos dando prazer, tanto físico como emocional, estaremos trabalhando estas energias sem perceber.

Um simples conselho:
A intenção e a vibração criam as formas. Com a intenção que temos ao emitir um som, produzimos um padrão vibratório. Por isso que às vezes o tom, a maneira como falamos, é mais revelador do que as palavras. Quando a intenção e as palavras entram num acordo, quando criam um acorde, e tocam diferentes notas simultaneamente, temos uma harmonia. A palavra “PER-SONA” tem uma origem que significa “através do qual o som passa”.
As palavras são formas, que podem ser vazias e dependem da intenção e da consciência de quem as pronuncia. A energia segue o pensamento. Por isso que uma oração, uma escritura sagrada, ou um canto religioso, terá o poder que lhe é dado pela intenção e pela consciência daquele que o canta ou recita. O poder é dado pela intenção e pelo sentimento, é atribuído pelo olhar de seu OBSERVADOR.
Os sons podem abrir portais dimensionais. Quando elevamos nossa vibração podemos sentir a presença de seres espirituais de outros planos e nos comunicarmos com eles. Quanto mais alta a frequência alcançada, mais calma se torna a pessoa e mais flui na frequência. Pois ela está em contato com o plano das causas, assim todo o seu estímulo vai ser proativo, ao invés de reativo. Ela tem a chave da criação e pode cantar a harmonia das estrelas. O espírito em harmonia com o OM, o som primordial, que é o próprio canto do Plenum Cósmico ou… Deus.

Muita Luz,

Edgar Martins

Fonte: Oculto Revelado a Verdade / https://www.campusdereiki.com/single-post/2018/08/20/A-Rela%C3%A7%C3%A3o-do-Som-Com-o-Corpo-Humano-e-os-Chacras

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!