POR QUE SOMOS TÃO VAMPIRIZADOS ENERGETICAMENTE?

Não temos como negar, na maioria
dos dias, ao final da tarde, normalmente nos sentimos esgotados. É comum vir
aquele cansaço, aquela tensão, até uma dorzinha de cabeça e mal estar
estomacal.
Também vem a falta de paciência e
o desânimo.

O MOTIVO: estamos exauridos de energia, ou melhor, dizendo, fomos
sugados. Qual é a causa para tantas perdas de energia? Por que somos tão
vampirizados na nossa rotina de vida?
São muitos os fatores que podem
promover os roubos energéticos, mas alguns são mais marcantes, logo
significativos.
Antes de tudo, é importante dizer
que o corpo físico humano só existe e se mantém graças a uma força vitalizadora
essencial que alguns chamam de fluido vital, outros de prana ou simplesmente Ki.
São muitos os nomes dados ao longo da história da humanidade, mas o fato
principal é que somos energia.
A força vital que nos alimenta
recebe influência direta dos pensamentos e sentimentos que desenvolvemos durante
o dia, e é aí que residem os principais detalhes a serem observados quando o
assunto for roubo de energia.
Pensamentos e sentimentos ruins
prejudicam intensamente a qualidade da energia que abastece o campo de energia
humano. Da mesma forma, pensamentos e sentimentos positivos promovem a
manutenção desta bioenergia… O problema é que somos seres muito emocionais, o
que quer dizer, que facilmente entramos de cabeça em uma ou outra emoção
intensa, e estas por sua vez, são como fogos de artifícios que explodem,
expandem-se e movimentam-se freneticamente. Quando essa explosão de emoções
acontece, seja pelo motivo que for, há um consumo excessivo de energia vital e a
bioenergia humana se desequilibra. Então, junte todos esses acontecimentos do
dia, enumere-os um a um, e perceba que esses eventos são muito comuns na vida da
esmagadora maioria das pessoas deste mundo.
Seu time perdeu nos pênaltis, você sente um
estado de nervoso… Você se desgasta.
Você assiste a uma notícia muito
ruim na televisão e sofre com isso… Você se desgasta.
Você sente raiva no trânsito…
Você se desgasta.
Você sente medo de não conseguir
pagar as suas contas… Você se desgasta.
Você se chateia com um amigo,
parente ou cônjuge… Você se desgasta.
Você julga o comportamento
alheio, faz muitas críticas… Você se desgasta.
Você reclama da vida, do seu
cabelo, do seu cansaço… Você se desgasta.
Todos esses eventos comuns na
vida da maioria das pessoas são os principais responsáveis pelo estado de
exaustão energética que normalmente nos encontramos ao entardecer. Este fator
contribui muito para o aumento da intolerância, do estresse, da raiva, da falta
de amor e das doenças físicas e emocionais no mundo.
Mas a principal causa de tudo
isso é o esquecimento… Esquecer quem somos, de onde viemos e qual a nossa
missão aqui na Terra. Ter emoções é humano! Mas aprender a controlá-las também é
uma habilidade humana de uma pessoa que esteja em sintonia com ela mesma, com a
sua essência ou Eu interior.
Não podemos mais viver no “piloto
automático”, sem pensar nossos propósitos e sem cuidar da nossa alma. Podemos
nos encontrar com a nossa essência no banco do trem, avião ou metrô, na fila de
um banco e até mesmo em pequenos intervalos de um ou dois minutos que temos
antes e depois das refeições.
Não devemos fechar os olhos
apenas para dormir, mas para olhar para dentro. Precisamos aprender a ouvir o
que a nossa essência fala. E ela fala!
Podemos dar inúmeras dicas que
são incríveis para reverter esse processo de exaustão energética, ou como
dizemos na comunidade espiritualista, vampirismo energético. Mas a principal
dica, ou melhor, a causa raiz do problema é que deve ser observada: o
esquecimento de quem somos e da nossa essência.
Volte-se para você durante o seu
dia, ouça a voz da sua consciência, respire fundo alguns minutos, eleve-se a
Deus, faça uma oração do seu jeito e desenvolva a gratidão.
Se você tomar essas práticas como
uma rotina, em uma semana você já será uma nova pessoa. Pode fazer o
teste!
POR: BRUNO J. GIMENES –
RCESPIRITISMO

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

*

1 Comentário

  1. Anônimo disse:

    Gay as fuck.
    Vampirismo, ui, tão real. chama-se psicológico e provém do cérebro, não da "energia". a única energia vital que conheço é sintetizada pelas mitocôndrias sobre a forma de ATP.