Raios Cósmicos

OS SETE
RAIOS* estão entre as forças energéticas mais curiosas. Foram apresentados aos
praticantes de radiônica há mais de vinte anos por David V Tansley (num um
instrumento de analise dos seres humanos. Com isso, abriram-se muitas portas,
para a comunidade terapêutica. Pelo sistema dos sete raios, agora somos capazes
de compreender melhor o progresso dos indivíduos nesta “escola
terrestre” em que todos estamos matriculados.
Nos
trabalhos que a autora tem feito com os sete raios, constatou reiteradamente que
os pacientes são finalmente capazes de desfazer nós que os afligem há anos. Os
agentes de saúde de todo tipo, especialmente os psicólogos e psiquiatras,fariam
bem em incluir essa técnica em seu trabalho, pois, nas mãos de, um conselheiro
hábil, os raios podem tornar-se verdadeiros portadores cósmicos da luz.
Pode-se dizer que os sete raios energéticos são as forças que constroem todas
as coisas no universo manifestado. Sua natureza essencial e os seus efeitos
sobre os seres humanos estão sendo estudados atualmente, mas contem elementos
que a consciência humana não e capaz de compreender.
Cada raio tem características únicas e, como em todas as outras coisas, cada
característica tem aspectos positivos e negativos. Os aspectos negativos –
chamados fraquezas, vícios, e fascinações – são distrações ou obstáculos que
têm de ser superados para que a pessoa possa progredir. Todo ser humano é um
microcosmo do plano universal. Os raios, que sintetizam todas as energias do
universo, supervisionam a execução desse projeto. Como se um acorde musical das
esferas celestiais propagasse uma reação em cadeia nas coisas que a ele se
assemelham, os sete raios iniciam a construção do universo, partindo das
imagens maiores para as menores.
Os conhecimentos esotéricos transmitidos através dos séculos parecem concordar
com essa idéia. Além disso, afirma-se que todas as informações concernentes ao
plano universal foram escritas e transmitidas, achando-se, portanto acessíveis
a todas as consciências capazes de decifrá-las. Além disso, os físicos
modernos, baseando-se pelo menos em parte no conjunto de dados acumulados até
agora, asseveram que existem forças imensuráveis e não identificadas. Não há
dúvida de que os sete raios, junto com outros aspectos enigmáticos da radiônica
e da radiestesia, fazem parte dessas forças.
A atividade vibratória dos raios
Os sete raios estão em constante movimento e circulam em giros dinâmcos à
medida que procedem cada qual em seu caminho. Podemos imaginá-los como
participantes de uma gigantesca dança cósmica, em perpétuo fluxo e movimento,
como diziam os antigos hindus a respeito desses “bailarinos”; outros
deram a essa atividade o nome de “yin e yang da existência”. Em
certas épocas e em determinadas regiões do planeta, certos raios parecem
predominar sobre os outros, levando sua intensidade e suas características
típicas ao primeiro plano da consciência humana.
Já se disse também que o sistema energético do ser humano tende a ser um
composto constituído pelo trabalho dos sete raios. Às vezes essa situação pode
criar alguns problemas, quando, por exemplo, a personalidade de uma pessoa
vibra em harmonia com um determinado raio e seu corpo físico vibra em harmonia
com outro. Ou senão os corpos mental, astral e emocional da personalidade podem
ser portadores das vibrações de raios diferentes, bloqueando assim a expressão
do potencial da alma.
Para ajudar uma pessoa assim a descobrir o caminho evolutivo que tem de
trilhar, pode-se fazer uma análise completa dos raios que participam da sua
constituição. Houve ocasiões em que me foi útil fazer o paciente conhecer as
várias características dos raios, descritas mais adiante neste capítulo, para
identificar as forças construtivas presentes nele.
Os sete raios classificam-se em dois grupos: raios de aspecto e raios de
atributo. Os raios de aspectos (números um, dois e três), são os, raios maiores
da força de vontade e do potencial da alma; os raios ele atributo (números
quatro, cinco, seis e sete) são os raios menores da qualidade e do caráter. Os
raios menores são combinações dos maiores e, por isso, certas qualidades
encontram-se em mais de um deles;Mas, apesar da coincidência de características
que influenciam os níveis sutil e material da existência, as vidas dedicadas à
realização do potencial da alma são muito diferentes daquelas dedicadas ao
desenvolvimento do caráter. E, para cada pessoa, é a compreensão da sua
configuração de raios que pode lançar luz sobre o potencial da alma pelo menos
nesta encarnação.
Instruções: Estude cada um dos sete raios cósmicos e depois faça uma lista das
características que parecem mais bem corresponder aos diversos aspectos do seu
ser no seu atual estágio de evolução. Quando achar que encontrou as
características próprias de um determinado aspecto, escreva o número do raio no
círculo correspondente. Depois de preencher os cinco círculos, use o pêndulo
sobre os raios para saber o quanto a informação radiestésica confirma as
respostas a que você chegou. Compare as diferenças e reflita sobre elas. Estude
sempre este formulário para familiarizar-se com os raios e como modo peto qual
eles influenciam o seu desenvolvimento.

Os sete raios são… a corporificação de sete tipos de força que
demonstram para nós as sete qualidades da Divindade, na forma de som,
cor,aroma, gosto e em todas as demais formas da manifestação.

– Dr. Douglas Baker

 Características dos raios

Toda doença e todo problema de saúde resulta da
atividade de um dos sete tipos de energia que agem sobre o corpo humano. Todos
os males físicos nascem do impacto dessas energias imperfeitas quando atingem,
penetram e transpõem os centros do corpo. Além disso, a maioria dos distúrbios
humanos parece ter sua origem no nível emocional ou astral. Nesse nível, a
relação dos raios com os chakras é um pouco diferente da relação entre eles no
nível Etérico.

– Alice A. Bailey

As
características individuais dos raios serão apresentadas logo mais diante.
Essas características foram tiradas de várias fontes de referência: as obras de
Alice Bailey, os ensinamentos de David Tansley e The7 Human temperaments* de
Geoffrey Hodson. Você notará que os perfis apresentados contêm informações
conflitantes a respeito das correspondências cromáticas e das notas musicais.
Como sempre acontece na interpretação de descobertas esotéricas, siga sua
própria orientação interior para determinar qual o melhor caminho a seguir.
De acordo com Pitágoras e Isaac Newton, cada nota da escala descendente de Dó
maior corresponde energeticamente a uma determnada cor, como segue:

Si –
Violeta
Mi -Amarelo
Lá – Anil
Ré- Laranja
Sol -Azul
Dó- Vermelho
Fá -Verde

• O Homem
e seus Sete 7 Temperamentos, publicado pela Editora Pensamento, São Paulo,
1987.
Em Psicologia Esotérica I, Alice Bailey inclui uma lista das cores esotéricas e
exotéricas de cada raio.
Nos trabalhos que eu mesma fiz coma análise dos raios, descobri que o ato de
meditar no símbolo do raio da alma, na nota musical e na cor do raio tende a
“atrair” a influência do raio da alma predominante, facilitando assim
que sejam superados os obstáculos à sua expressão. Afinal de contas, estamos
aqui, cada um de nós, para realizar o potencial da nossa alma; e, para conhecer
essa informação; o que pode ser melhor do que fazer soar sua nota vibratória?
A radiestesia também pode nos ajudar a determinar técnicas de ressonância e
configurações de raios. Contudo, o operador do pêndulo deve estar com a mente
bem lúcida quando for fazer essas determinações. .
O uso dos raios na análise radiônica, demonstrado na obra de Tansley, dá ao
praticante informações úteis sobre o paciente. Mesmo assim, os sete raios devem
ser estudados cuidadosamente para que o praticante não venha a tirar conclusões
inválidas e possivelmente nocivas. Os livros de Tansley são altamente
recomendados para quem pretende mergulhar mais fundo nos aspectos esotéricos do
sistema de análise pelos sete raios. ,
Ao estudar os perfis apresentados a seguir, você verá que cada raio tem
afinidade com um outro raio – o primeiro com o sétimo, o segundo com o sexto e
o terceiro com o quinto. Hodson diz que os três primeiros raios são a
“animação espiritual” dos três últimos, todos os quais fazem sentir
seus efeitos sobre a forma; e que o quarto raio age como uma ponte “tanto
entre os pares correlatos quanto entre os dois grupos de três”.
Os raios também regem chakras específicos. Na verdade, são as energias que
fluem por esses centros de força; são também os programadores dos mesmos
centros. No processo de penetração dos corpos sutis, porém, as funções dos
raios mudam. Depois de estudar Chakras, Raiys and Radionics de Alice Bailey, Tansley
percebeu mudanças nos raios três, quatro e sete à medida que passam do corpo
etéreo para o corpo astral mais sutil. As mudanças estão indicadas abaixo. Urna
vez que é no corpo astral que começa a maioria dos problemas, o tratamento
desse nível costuma ser de grande utilidade.
Raio Aspecto Etérico doChakra Aspecto Astral do Chakra

1 coroa
/coroa
2 coração /coração
3 garganta/ sacro
4 Fronte /base
5 Sacro /garganta
6 plexo solar/ plexo solar
7 Base /fronte

Nos últimos anos, novos raios chamaram a atenção
de inúmeros médiuns nos Estados Unidos e em outros países. O melhor, porém, é,
ter cuidado com essas informações, uma vez que, ao contrário da literatura
esotérica sobre os sete raios, elas ainda não passaram por décadas de estudo e
experimentação. Ao mesmo tempo, não se esqueça de que é possível que novas
informações estejam chegando a nós agora para ajudar a acelerar a evolução
humana; é possível que nesse influxo haja também informações sobre novas forças
cósmicas com as quais podemos trabalhar. Essencialmente, as novas informações
em questão indicam a existência de cinco ou mais raios que parecem servir não
de forças construtivas, mas de forças luminosas de purificação que podem nos
ajudar a estabelecer contato com os mundos superiores durante o novo milênio.
Quando a hipótese da alma for aceita,quando a natureza da energia espiritual
que flui através da alma for admitida e quando o mecanismo dos centros de força
for estudado, progrediremos rapidamente rumo ao conhecimento.
– Alice A. Bailey

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!