Sessão de Reiki para Enfermeiras com Sindrome de Burnout

O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos imediatos na imunoglobulina A salivar (IgAs), na atividade de α-amilase e na pressão arterial, após uma aplicação de Reiki em enfermeiras que sofrem da síndrome de Burnout. 

Foirealizado ensaio clínico randomizado duplo-cego e placebo controlado, com desenho cruzado. 

Dezoito enfermeiras(idade entre 34 e 56 anos), com síndrome de Burnout, participaram do estudo. 

As participantes receberamtratamento com Reiki ou Reiki falso, de acordo com a ordem estabelecida, através da randomização em dois diasdistintos. 

O teste de Anova mostrou interação significativa entre o momento da intervenção e a pressão arterialdiastólica (F=4,92, p=0,04) e os níveis de sIgA (F=4,71, p=0,04). 

Conclui-se que uma sessão de Reiki de 30 minutospode melhorar de forma imediata a resposta de IgAs e da pressão arterial diastólica em enfermeiras com síndromede Burnout.

Conclusão
Em conclusão, uma única sessão de Reiki produz melhora imediata da função imunológica (IgAs) e da regulação dapressão arterial em enfermeiras com SB. 

Portanto, a aplicação de tratamentos por meio do Reiki poderia ser abordagem efetiva com vistas ao manejo e à prevenção dos efeitos negativos do estresse ocupacional, em subgrupos de enfermeiros com perfil de alto risco para SB.

Publicado na Revista Latino-Americana de Enfermagem

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário abaixo:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!